Instalação MySQL pelo Binário

Ola pessoal!

No post anterior de instalação do MySQL, foi exemplificado o processo via gerenciador apt.

Neste novo post, vou mostrar como funciona a instalação a partir da distribuição binária , que esta disponível na página de downloads do MySQL . Para este exemplo, vou utilizar a distribuição stable até então MySQL Community Server 5.6.23 (Linux – Generic (glibc 2.5) (x86, 64-bit), Compressed TAR Archive.

1º Vamos obter o binário. Para esta instalação, vou trabalhar no diretório /usr/local

2º Descompactar e criar o link simbólico para um melhor gerenciamento. Também facilita em futuros upgrades:

3º Criar o usuário para fins administrativos do mysql:

4º Criando os diretórios de dados e log, e ajustando a permissão para que apenas o MySQL gerencie:

5º Editando o arquivo de configuração my.cnf

OBS: Em outras versões, dentro do diretório /usr/local/mysql/support-files existiam alguns arquivos de exemplo de configuração, como o my-large.cnf ou o my-small.cnf.

Claro que é apenas um exemplo que pode ser utilizado de acordo ao perfil da empresa. Já na versão 5.6, existe o my-default.cnf, onde é necessário preencher os campos de acordo a estrutura criada.

No nosso exemplo, vamos montar um my.cnf apenas com as informações abaixo:

6º Como estou em um servidor novo, foi necessário instalar algumas lib’s e o perl, para evitar erros nos scripts a seguir:

7º Com uma base pronta, agora vamos instalar o “esqueleto” do mysql, ou seja, as bases de sistema para que seja possível subir a nossa instância:

Para sabermos se a instalação ocorreu com sucesso, basta localizarmos o ok nas etapas (Desconsiderar o Warning referente ao TimeStamp):

Navegue até o seu datadir para verificar a existência das bases

Repare que foi criado o banco mysql, test e o performance_schema que são os padrões na instalação.

Também foi gerado o ibdata que é o table space das tabelas InnoDB, o qual contém os índices, dicionário de dados e a paginação dos dados, porém vamos abordar este assunto com mais objetivo em outro momento.

8º Com tudo pronto, vamos subir o MySQL de forma manual:

9º Pronto, só tudo isso e agora a nossa instância esta no ar. Vamos ajustar o PATH para trabalharmos de uma maneira mais eficaz:

10º Ainda não é tudo. Desta forma, a conexão com o servidor MySQL não exige senha para autenticação, mas podemos executar o script mysql_secure_instalation:

Obs: Em vários testes realizados, constatei que caso o mysql.socket não esteja no /tmp, que é o padrão, o script não é executado resultando em erro.

Para evitar este problema que também existe no bugs do mysql, vamos criar um link simbólico para a execução.

O melhor dos mundos também é remover o usuário root em um ambiente de produção, evitando ataques direto na tentativa de autenticação. Dai basta criar outro usuário com todas as permissões em todos os objetos para gerenciar a instância.

11º Por fim, para deixar que o serviço seja iniciado de forma automática, basta copiar o support-files para /etc/init.d :

12º Resolved!!

Referências para este post:

www.slideshare.net/alepilot/instalando-o-mysql-em-menos-de-10-minutos
http://dev.mysql.com/doc/refman/5.6/en/binary-installation.html
http://meumysql.blogspot.com.br/2011/09/instalando-distribuicao-binaria-do.html


É isso ai pessoal.

Dúvidas, criticas ou sugestões? Fiquem a vontade, todo retorno é construtivo 🙂

Jose Wilson

One Reply to “Instalação MySQL pelo Binário”

Deixe uma resposta