Engines MySQL – BlackHole

Ola pessoal,

Para finalizarmos o assunto das principais Engines no MySQL, falaremos hoje sobre o Blackhole.

Sim ele funciona como um buraco negro, onde ele aceita os dados porém os descarta em seguida sem armazena-los no banco.

Um exemplo:

Estranho? De inicio sim. Porém isso pode ser muito bem visto para ambientes de testes, principalmente para acompanhar algum processo em conjunto ao general logs.


Algumas caracteristicas:

– É representado no datadir com o arquivo .frm
– Suporta todos os tipos de índices
– Ciente de transações

Apesar das instruções neste Engine não armazenar os dados, uma vez com os logs binários ativados, todas as transações são gravadas no log binário, menos aquelas que são submetidas a rollback.

Com isso, é possível criar um sistema de filtros entre uma replicação master x slaves.

Particularmente nunca vi uma estrutura desta desenhada, mas pode ser uma boa experiência desenvolve-la. Na documentação do MySQL é possível observar um diagrama descrevendo esta opção:

https://dev.mysql.com/doc/refman/5.6/en/blackhole-storage-engine.html

Vejo o blackhole como uma alternativa a um benchmark, caso você queira efetuar um insert de x registros e acompanhar tanto o servidor como os logs do MySQL.

Referencia de estudo:

https://dev.mysql.com/doc/refman/5.6/en/blackhole-storage-engine.html

É isso ai pessoal.

Dúvidas, criticas ou sugestões? Fiquem a vontade, todo retorno é construtivo 🙂

Jose Wilson

Deixe uma resposta